Amanda Cunha Advogada e Consultora, Advogado

Amanda Cunha Advogada e Consultora

(78)São Gonçalo (RJ)
480seguidores117seguindo
Entrar em contato

Sobre mim

Advogada e Consultora Jurídica.
Advogada atuante nas áreas Cível, Consumidor, Direito Bancário, Família e Trabalhista. Relatora da Comissão de Ética da OAB/ SG. Atuo fortemente na defesa do resgate da dignidade dos advogados. Orientadora de desenvolvimento profissional para apresentação de teses, sustentações orais (falar em público, prática diária). Consultora Jurídica, autora de artigos, e administradora de sites e Blogs da área. Profissional e coordenadora de equipe no segmento de Advocacia Correspondente . Assessoria a advogados individuais a escritórios de pequeno a grande porte.

Verificações

Amanda Cunha Advogada e Consultora, Advogado
Amanda Cunha Advogada e Consultora
OAB 154,429/RJ

Autor (Desde Jul 2015)

Principais áreas de atuação

Direito do Trabalho, 8%
Direito do Consumidor, 8%
Direito de Família, 8%
Direito Civil, 8%
Outras, 68%

Correspondência Jurídica

Serviços que realizo como correspondente jurídico
Peças
Cargas
Recursos
Despachos
Andamentos
Exame de processos

Primeira Impressão

(78)
(78)

78 avaliações ao primeiro contato

Direito Penal

Direito Previdenciário

Direito do Consumidor

Direito do Trabalho

Direito Civil

Direito de Família

Mais avaliações

Comentários

(423)
Convicção pessoal X Leis

As pessoas têm protestado contra exposições, peças, filmes e até desenhos sem compreender que há uma grande diferença entre suas convicções pessoais, suas crenças e o direito do outro de agir como quiser desde que não esteja cometendo aluma ilegalidade. O pedidos na ação com intenção de proibir a peça era fundada em artigos do
CPP não adequados ao pedido; simplesmente se tratava de um incômodo; mas a grande questão e que está em falta é: Discernimento. É uma peça, dentro de um teatro cuja entrada somente é permitida para um público acima de 16 anos e mediante pagamento de ingresso; assim não há agressão à quem ache a peça "horrível, de mal gosto, etc". Assim como em programações da TV que pretendem ver censuradas, quando com o controle remoto a "ameaça" resta afastada.

Temos que encarar os fatos:

1- O mundo mudou, as pessoas estão lutando pelos seus direitos uma vez terem deveres; não faz sentido limitarmos as pessoas de um casamento, constituição de família, trabalho somente por uma de suas muitas características; assim como nós heterossexuais não somos definidos por nossa condição sexual, não o são os: Bissexuais, Homossexuais, etc. É preciso coragem se assumir e lutar pelo seu lugar em um mundo como o nosso; parece sermos capazes de amor e compaixão somente quando grandes tragédias ocorrem. POR QUE não podemos ser quem somos em todos os momentos? Quando um furacão, um terremoto destroem um lugar não existe branco, negro, judeu, muçulmano, hetero, gay... Somos todos HUMANOS sofrendo, morrendo e precisando de socorro. Se o gay que você tanto despreza salvar seu filho da morte, ainda assim irá desejar que o mesmo morra?

2- Há aquecimento global, a Terra NÃO é plana, houve ditadura militar com suspensão dos direitos individuais, o holocausto aconteceu.

3- Respeitar não dói, aceitar o outro não te obriga a ser igual e não, reitero, as pessoas não vão se esconder porque algumas querem ver seu mundo em preto e branco e como acham que deve ser.

O ESTADO É LAICO - Os cristãos não mandam no país; o povo está dividido em ódio e sendo apartado e manipulado por políticos. Abram os olhos e se questionem: Para que ou quem eu odeio tanto pessoas que sequer conheço?

Se você aprecia seus direitos, não tire os direitos dos outros.
Amanda Cunha Advogada e Consultora, Advogado
Amanda Cunha Advogada e Consultora
Comentário · anteontem
O termo "homossexualismo" era destinado e ainda o é, por aqueles que acreditam ser uma parafilia. Assim como não falamos "heterossexualismo" e sim "heterossexualidade" o termo correto a ser adotado é "Homossexualidade".

A decisão é um retrocesso e uma afronta à
constituição; o Judiciário não deve ter esta ingerência na individualidade pessoal. É uma aberração que em pleno 2017 vemos recrudescer o ódio, a intolerância, a falta de respeito. O diferente de você não que dizer que é errado; quem pensa diferente - exceto discurso de ódio disfarçado de opinião - não está afrontando ninguém. Não entendo ainda a dificuldade das pessoas simplesmente aprenderem a ter bom senso e RESPEITAR as pessoas como elas são.

Iguais direitos para iguais deveres.

Recomendações

(1,352)

Perfis que segue

(117)
Carregando

Seguidores

(480)
Carregando

Tópicos de interesse

(154)
Carregando
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres

Outros advogados em São Gonçalo (RJ)

Carregando

ANÚNCIO PATROCINADO

Amanda Cunha Advogada e Consultora

São Gonçalo - Rio de Janeiro (Estado) - 24460-070

(021) 98899-59...Ver telefone

(021) 2713-90...Ver telefone

Entrar em contato